Causas e efeitos do jet lag no corpo e no sono

Quer receber mais conteúdos gratuitos sobre o sono?

CloseIconMenu

13 de junho, 2022

Causas e efeitos do jet lag no corpo e no sono

Causas e efeitos do jet lag no corpo e no sono

Viajar para fora do país pode fazer nosso corpo estranhar o novo fuso horário causando algumas sensações desconfortáveis. Esse fenômeno é conhecido como jet lag. Geralmente ele acontece quando passamos por três ou mais fusos horários diferentes. O jet lag e o sono tem uma relação direta.

Entre os diversos efeitos que esse distúrbio passageiro pode causar estão a vontade de dormir fora de hora ou a perda do sono. Mas estes não são os únicos efeitos do jet lag. Por romper nosso ciclo circadiano, acostumado com o horário do local que partimos, ele causa outras alterações.

Os sintomas do jet lag podem durar dias ou semanas depois do voo. Ele não acontece em viagens de norte a sul ou vice-versa nas quais o avião se mantém no mesmo fuso horário. Se você está se preparando para embarcar, é importante ficar atento aos efeitos desse distúrbio temporário do sono, pois ele pode afetar o planejamento da sua viagem.

+ Leia mais: Distúrbios respiratórios do sono

Embarque: o que pode causar o jet lag

O jet lag não escolhe viajante. Para saber quem sofrerá com esse fenômeno, só uma viagem internacional vai dizer. Só que existem alguns fatores que influenciam a probabilidade de uma pessoa ter jet lag e também qual será o nível de gravidade. Conheça alguns deles.  

A própria viagem

Para onde você vai? Como falamos, o jet lag costuma afetar quem passa por três ou mais fusos horários. Ele pode ser mais acentuado dependendo também da direção. Tem quem ache mais tranquilo viajar para o sentido oeste do que para o leste. 

Lembre-se: ao mudar de horário bruscamente, é com o nosso ciclo biológico de 24 horas que estamos mexendo. Por conta disso, essa sensação de que ir para leste aumenta a probabilidade de jat lag acontece porque é mais difícil adiantar o ritmo circadiano do que atrasar

Sono e humor

Dois gatilhos para o jet lag são um sono de baixa qualidade e o stress. Os dois têm ligação direta, afinal estar estressado pode atrapalhar a hora de dormir. Como o estresse afeta também o humor, pode ser mais difícil lidar com o jet lag.

Perfil do viajante

Para quem gosta de bebida alcoólica ou tomar café durante o voo, corre o risco de ter os sintomas do jet lag acentuados. Essas bebidas têm substâncias que afetam o cérebro e podem prejudicar o sono.   

Quanto à idade dos passageiros, os estudos sobre jet lag são divergentes. Pesquisadores norte-americanos identificaram ser difícil para pessoas acima dos 65 anos se recuperarem dessa mudança brusca de horário. Por outro lado, pesquisadores britânicos fizeram um estudo com atletas, treinadores e estudantes acadêmicos e observaram que os efeitos do jet lag podem ser piores em pessoas jovens.

Por fim, uma notícia triste para quem já teve jet lag: a tendência é que você tenha novamente. A conclusão é de um pesquisador britânico que analisou estudos feitos sobre este distúrbio temporário do sono.

Desembarque: Sintomas do jet lag e o sono alterado

Os sintomas do jet lag podem começar no dia que o viajante desembarca no destino ou alguns dias depois. Nem todo mundo sofre com todos os sintomas. Tem quem faça uma viagem internacional sem nem saber o que é isso. Os sintomas mais comuns do jet lag que afetam diretamente o sono são:

  • Sentir sono e cansaço durante o dia;
  • Dificuldades para dormir na hora que quer, despertar mais cedo ou ainda ter o sono fragmentado (aquele que você acorda muitas vezes durante a noite, atrapalhando de fato o descanso);

Já o corpo é afetado pelos seguintes sintomas:

  • Redução de apetite, constipação, náusea ou síndrome do intestino irritável. Em um estudo com 70 pessoas que viajaram dos Estados Unidos para Europa, quase 40% dos viajantes alegaram estar sofrendo de constipação;
  • Cansaço físico que pode afetar a performance. Como citamos no tópico anterior, um estudo britânico mostrou que um dos grupos mais afetados pelo jet lag foi o de atletas.

Por fim, a mente também sofre com o jet lag e os viajantes podem sentir:

  • Alterações no humor que podem causar irritação. Estudos científicos apontam que o jet lag pode ter relação com a saúde mental.
  • Problemas com a memória e o pensamento, se sentindo mais lento para raciocinar.

+ Leia mais: Por que a regularidade do sono é tão importante

Você deve estar se perguntando como fazer para não passar por isso, afinal uma viagem internacional custa caro e às vezes o tempo é curto seja para se divertir ou fazer negócios. Pensando na sua boa noite em qualquer lugar do mundo, temos um post com dicas para se adaptar a um novo horário que vai facilitar seu desembarque em outro fuso.

Boa viagem e boa noite!

Compartilhar artigo

Leia também

Faça parte da comunidade Persono
Enviaremos somente conteúdos relevantes para contribuir com a qualidade do seu sono e não encher a sua caixa de email