O significado do seu sonho e outras respostas sobre sonhar

17 de junho, 2021

O significado do seu sonho e outras respostas sobre sonhar

O sonho é um dos aspectos da vida que transita com mais facilidade entre o científico e o místico. Porque, sim, sonhar também faz parte dos estudos de medicina e ciência de dormir. Isso sem falar na visão psicológica, psiquiátrica e assim por diante.

É verdade que, apesar dos significativos avanços nas pesquisas, muito sobre o sonho ainda é um mistério, assim como acontece com o sono em si. Mas, a partir de agora, você vai passar a conhecer um pouco mais sobre os seus sonhos. E nós não estamos falando da interpretação deles.

O que é o sonho?

O sonho é um complexo conjunto de imagens, sensações e sentimentos que acontecem quando estamos dormindo e, na maioria das vezes, sem consciência de que tudo isso está acontecendo. 

Apesar da visão (formação de imagens) ser o sentido que é mais comumente associado ao sonho, ele também pode ter sensações de olfato, paladar, tato e audição. 

Quando os sonhos acontecem?

A maioria dos sonhos acontecem nas últimas horas antes de despertar, durante o sono REM – Rapid Eye Movement, ou sono de movimento rápido dos olhos, que é mais presente na segunda metade da noite. 

Nessa fase, a atividade cerebral se intensifica fortemente, criando um sonho mais vívido, episódico e muitas vezes surreal e bizarro, com situações cotidianas que não respeitam as leis de tempo e espaço. Por esse motivo você consegue voar, atravessar paredes ou ir do Brasil ao Egito em um segundo enquanto dorme.

O sonho, porém, pode acontecer em todas as fases do sono, até mesmo nas mais leves delas.

Qual o significado dos sonhos?

A interpretação do significado de um sonho, assim como o sonho em si, é motivo de grande controvérsia entre diferentes campos da ciências 

Pai da psicanálise, Freud dizia que os sonhos são “uma realização (disfarçada) de um desejo reprimido”. Já para muitos neurocientistas, eles são formados por estímulos aleatórios e não têm quaisquer significados.

O que parece ser quase um consenso entre todos é que os sonhos podem envolver conteúdo baseado em experiências reais, mesmo que de maneira aleatória, mal representada e alterada.

Qual a diferença entre o sonho lúcido e o sonho vívido?

O sonho lúcido é aquele em que sabemos que estamos sonhando, ou seja, somos capazes de reconhecer que a situação não é real e até mesmo controlá-la, com plena capacidade e saber que aquilo é, de fato, um sonho. 

“Um exemplo é o sonho de voar: sabemos que estamos voando, mas não ficamos com medo e aproveitamos para voar“, explica o neurocientista Dr. John Fontenele Araújo, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte em uma edição do Boletim do Sono, da Associação Brasileira do Sono.

Já o sonho vívido é aquele tão intenso que parece real e essa intensidade faz com que ele seja mais facilmente lembrado. Os sonhos vívidos são mais comuns em pessoas grávidas e/ou estressadas, mas podem acontecer para qualquer um. Essa vividez pode ser positiva ou negativa e interferir na qualidade do sono.

Por que eu não lembro dos meus sonhos?

Apesar da cultura popular indicar que nos lembramos de um sonho quando acordamos no meio dele, existem outras explicações para isso.

Um estudo do Centro de Pesquisas Neurocientíficas de Lyon (França) e publicado no periódico Neuropsychopharmacology em 2014 permitiu que os cientistas notassem que as pessoas que se lembram dos seus sonhos com mais frequência têm um funcionamento das regiões cerebrais do córtex medial pré-frontal e da junção temporal parietal mais alto e espontâneo. 

Os “lembradores” também têm o dobro da sensibilidade aos estímulos sonoros noturnos que os “esquecedores”, além de acordarem mais durante a noite, o que permitiria que o cérebro fixasse mais essa lembrança. 

Ainda existem pesquisas que apontam para uma relação inversamente proporcional entre a bizarrice do sonho e a memória dele: quanto mais confuso, mais difícil é que você se lembre dele ao acordar. A idade de uma pessoa também pode afetar a lembrança de um sonho.

É verdade que as pessoas sonham em preto e branco?

Algumas sim. De fato, 12% da população sonha inteiramente em preto e branco.

Esse número, porém, varia bruscamente de acordo com a idade e a era em que é feita a análise. Pessoas com menos de 25 anos raramente sonham sem cores. Já aqueles com mais de 55 anos têm sonhos em preto e branco em uma a cada quatro noites.

Acredita-se que isso acontece porque as pessoas mais velhas cresceram com pouco ou nenhum acesso a mídias e televisões coloridas, que influenciam a maneira como sonhamos. De fato, nos Anos 40, 75% dos americanos raramente ou nunca sonhavam a cores. Hoje, esse número se inverteu.

Como as pessoas cegas sonham?

No caso das pessoas cegas ou de baixa visão, a maneira de sonhar varia dependendo se a cegueira é congênita ou adquirida e, neste caso, quando ela aconteceu.

Mesmo as pessoas com cegueira total, incluindo aquelas de nascença, são capazes de ter conteúdo visual quando sonham. Essa descoberta foi feita ao analisar o encefalograma de sono deste grupo. A experiência visual é apenas diferente dos demais, menor e menos intensa. 

No caso da cegueira adquirida, a idade em que isso aconteceu tem grande impacto em como é formado o sonho. Uma pessoa que enxergou plenamente até os cinco anos de idade é capaz de criar imagens enquanto dorme pelos anos a seguir. Naturalmente, quanto mais tarde se perde a visão, mais provável é que uma pessoa possa ver durante o seu sonho. 

Vale lembrar que os sonhos envolvem todos os sentidos e não apenas a visão, o que é um outro indicativo sobre como é o sonho de uma pessoa cega. 

Os animais também sonham?

Em uma cena logo no início do clássico Cinderella, vemos a protagonista acordando o cachorro Bruno bem no meio de um sono no qual ele perseguia o gato Lúcifer. Mas isso é coisa de desenho, certo? Talvez não.

Os animais também sonham, pelo o menos é isso que indica o ciclo de sono de muitos deles. Ao passo que é difícil afirmar com certeza absoluta que os animais sonham como os humanos, a probabilidade de que isso aconteça é real, pois os pesquisadores acreditam que mamíferos, pássaros, répteis e peixes passem pelo sono REM e não-REM.

Você tem alguma curiosidade sobre o sonho? Deixe o seu comentário nas redes sociais do Persono que a gente responde em breve!

Compartilhar artigo

Leia também

Arrow
Arrow
Faça parte da comunidade Persono
Enviaremos somente conteúdos relevantes para contribuir com a qualidade do seu sono e não encher a sua caixa de email