Quer receber mais conteúdos gratuitos sobre o sono?

CloseIconMenu

28 de janeiro, 2022

Dormir chupando o dedo faz mal?

Dormir chupando o dedo faz mal?

Quem diz que o Brasil só começa depois do Carnaval está desatualizado. Na verdade, o Brasil começa mesmo depois que é dada a largada para mais uma edição do BBB. Esse ano, o programa já estreou rendendo histórias desde o primeiro dia. Uma delas é a mania do brother Tiago Abravanel dormir chupando o dedo.

Aos 34 anos, o cantor e ator, neto de Silvio Santos, não teve nenhum problema em já na primeira noite aparecer nas câmeras do Big Brother com o dedão dentro da boca para dormir, como ele aparentemente faz em sua própria casa. 

Esse é, na verdade, um hábito mais comum do que parece. Estima-se que, em média, um a cada dez adultos tem o costume de dormir chupando o dedo. Entre as crianças, é quase uma unanimidade: até 90% delas vão para a cama com a mão na boca.

Mas será que tudo bem isso?

O Persono é o primeiro travesseiro com tecnologia de monitoramento de sono embutida nas camadas internas

Por que as pessoas dormem chupando o dedo?

Dormir chupando o dedo é uma forma de busca por conforto físico e emocional e segurança. É uma ação tão instintiva que muitas crianças começam a fazê-la antes mesmo de nascer, ainda no útero da mãe. 

Tanto que não é incomum ver por aí imagens de exames de ultrassonografia com crianças com o polegar dentro da boca. Uma busca rápida no Google traz milhares de resultados.

E isso tem explicação. Um estudo na Itália mostrou que o comportamento de chupar o dedo começa para estimular receptores na região nasopalatina e receber balanço muscular para aliviar tensão psicológica e física. Falando em português, dormir chupando o dedo dá uma sensação de prazer para quem tem esse hábito.

A maioria das crianças para de chupar o dedo entre os dois e quatro anos.

Algumas, porém, levam o hábito até a vida adulta. Em muitos casos, o motivo é a mesma busca instintiva por conforto da primeira infância para contrabalancear uma situação de estresse ou ansiedade.

Chupar o dedo na vida adulta pode ser ainda uma resposta a algum trauma especialmente intenso como um acidente de trânsito e ou uma situação de abuso.

Faz mal dormir chupando o dedo?

Essa é uma pergunta bastante polêmica. Enquanto alguns especialistas defendem que dormir chupando o dedo é “menos pior” que usar uma chupeta, outros apontam a maciez e a facilidade para limpar como as grandes vantagens da chupeta contra o dedo. 

“Chupar o dedo é um hábito ruim nas crianças em primeiro lugar por conta da higiene”, explica a Dra. Jessica Ortiz, dentista. “Eles colocam a mão em muitas coisas e depois a mão na boca e isso leva sujeira e bactérias para a boca”.

A Dra. Jéssica também explica que dormir chupando o dedo (ou fazê-lo em qualquer horário do dia, na verdade) pode impactar a formação da boca e do maxilar da criança. Com o passar do tempo, cria um aprofundamento do palato (o “céu da boca”). 

Ainda existem prejuízos na posição dos dentes, criando uma mordida aberta, quando os dentes da frente não encostam. 

Tudo isso sem contar nos machucados que podem acontecer no polegar, já que quando estamos dormindo não temos controle da força que aplicamos na mordida. 

Como parar de dormir chupando o dedo

Hábitos não são fáceis de se mudar. Hábitos de sono, como dormir chupando o dedo, então, são ainda mais difíceis, afinal não é possível controlar o que fazemos enquanto dormimos. Se já é difícil mudar pré sono com o cansaço da rotina pesando…

O processo é diferente para adultos e crianças. No caso dos mais velhos, o primeiro passo é ter como meta parar. Parece pouco, mas no momento em que você decide fazê-lo e trabalha ativamente para isso, já deu um grande passo.

Ter hábitos de relaxamento, como praticar exercícios físicos ou meditar podem ajudar, sobretudo no caso das pessoas que dormem chupando o dedo como forma de conforto. 

Para o dia a dia, ajuda manter as mãos ocupadas com um fidget toy (como os populares pop its) ou uma bolinha anti estresse.

A terapia comportamental também pode ser uma alternativa em muitos casos.

Como fazer a criança parar de dormir chupando o dedo

Para as crianças, parar de dormir chupando o dedo pode ser um pouco mais difícil, afinal elas são crianças. 

Como muitas usam o hábito como conforto psicológico, uma das opções é tentar substituir o dedo por algum objeto, como um paninho ou bichinho de pelúcia. 

A Universidade de Michigan recomenda também alguns truques, como manter os filhos com as mãos ativas durante o dia e até mesmo enrolar alguma fita ou bandagem no dedo, para que sempre que ele for parar na boca, a criança se lembre que deve parar de fazê-lo. 

O reforço positivo das boas atitudes também é uma ótima ferramenta para pais e cuidadores, que devem elogiar a criança sempre que ela tiver boas atitudes. 

Nos casos em que esses remédios “caseiros” não funcionam, pode ser preciso contar com a ajuda de profissionais de saúde. E como as causas de chupar o dedo costumam ser multifatoriais, esses cuidados de saúde também devem ser, incluindo, por exemplo, médicos, dentistas e terapeutas.

No caso dos dentistas, existem opções de aparelhos ortodônticos que existem para ajudar a eliminar o hábito de chupar o dedo. Esses aparelhos impedem que a pessoa alcance o céu da boca ou diretamente causam irritação ou incômodo no dedo para que, pouco a pouco, a criança seja condicionada a não fazê-lo mais.

Antes de usar qualquer aparelho para parar de chupar o dedo, mesmo os móveis que são vendidos para o público em geral, consulte um ortodontista.

Boa noite.

Compartilhar artigo

Descubra mais conteúdo sobre:

Leia também

Arrow
Arrow
Faça parte da comunidade Persono
Enviaremos somente conteúdos relevantes para contribuir com a qualidade do seu sono e não encher a sua caixa de email