7 distúrbios do sono que afetam milhões de brasileiros

16 de novembro, 2020

7 distúrbios do sono que afetam milhões de brasileiros

Uma pesquisa feita pelo Ministério da Saúde aponta que mais de 40% dos brasileiros sofrem de algum distúrbio de sono. Muitos deles ainda não foram diagnosticados ou mesmo não desconfiam que há algo errado com o seu sono.

Os distúrbios do sono podem se caracterizar por movimentos ou comportamentos incomuns durante o sono ou afetar sua qualidade, quantidade ou período. O profissional mais indicado para identificar um distúrbio dessa natureza é um médico e ele pode solicitar alguns exames, como a polissonografia, para chegar a um diagnóstico mais preciso.

Listamos para você alguns dos distúrbios de sono mais comuns e as suas principais características.

1. Insônia

A insônia é provavelmente o distúrbio do sono mais conhecido. Quem nunca teve algum tipo de problema ou demora para pegar no sono, por exemplo? O problema é quando esta dificuldade se torna algo recorrente ou atrapalha a vida e o dia a dia da pessoa. A insônia se caracteriza pela dificuldade tanto para começar a dormir quanto para se manter dormindo ou mesmo pelo fato de acordar e perder o sono muito cedo. Ela pode se manifestar de forma esporádica por algum motivo específico, aquela famosa dificuldade para dormir antes de alguma data ou acontecimento importante, ou de forma crônica e suas causas podem ser psicológicas ou orgânicas.

2.Apneia

A apneia obstrutiva do sono é outro distúrbio bastante conhecido. Ela se caracteriza pelo bloqueio da passagem do ar podendo chegar a paradas e sufocamento enquanto a pessoa dorme. O ronco é um dos sintomas mais comuns da apneia, mas é importante saber que nem todo o ronco está ligado à doença.

3.Bruxismo

O bruxismo é outro distúrbio do sono bem comum. Ele acontece quando a pessoa range ou pressiona com força os dentes enquanto dorme. Ele ocorre tanto com adultos quanto com crianças e tem como sintomas dor de cabeça, dor no maxilar ou mesmo dentes desgastados, moles ou doloridos. O problema pode ser amenizado com o uso de placas de correção durante o sono.

4.Síndrome das Pernas Inquietas

Imagine o seguinte cenário: você deita para dormir e sente uma vontade incontrolável de mexer as pernas, que começam a se mexer involuntariamente. Esta é a rotina de quem sofre de síndrome das pernas inquietas, um distúrbio sem uma única causa definida, que pode piorar com o passar dos anos e afetar também os braços em alguns casos.

5.Terror Noturno


O terror noturno é um distúrbio mais frequente em crianças, mas que pode acontecer também com adultos. Em muitos casos, por falta de conhecimento, as crises de terror noturno podem ser confundidas com pesadelos, mas elas têm características diferentes. Durante suas ocorrências, a criança pode gritar, chorar e se movimentar sem que lembre dos acontecimentos no dia seguinte. No caso de adultos, que são mais raros, as crises podem ser marcadas por episódios de agressividade.

6.Sonambulismo

É bem possível que você já tenha visto alguma cena de filme com um personagem sonâmbulo andando enquanto dorme, mas você sabe como o sonambulismo se manifesta na vida real? Seus episódios acontecem durante o sono REM, o momento mais profundo do sono, e podem ser marcados por diferentes atividades como falar, sentar-se na cama, andar ou realizar alguma atividade cotidiana sem acordar.

7.Narcolepsia

Diferentemente dos outros distúrbios que citamos, a narcolepsia não se manifesta enquanto a pessoa dorme, mas enquanto ela está acordada. Este distúrbio se caracteriza por uma sonolência muito forte durante o dia e, em alguns casos, a pessoa pega no sono involuntariamente enquanto realiza alguma atividade.

Como saber se você tem um distúrbio do sono?

O sono deve ser um momento de descanso e reparação. Se você acorda cansado, sente sonolência ao longo do dia ou tem sentido alterações na sua produtividade, humor ou atenção é possível que você tenha algum distúrbio do sono ou algum outro problema de saúde. Se o seu padrão de sono mudou para pior, este também pode ser um indício.

Só quem pode fazer uma investigação mais direcionada e lhe dar um diagnóstico preciso é um profissional, por isso, fique atento aos sinais e procure um médico da sua confiança ou um especialista em sono caso sinta necessidade. Nem todos os distúrbios do sono têm cura, mas eles podem ser amenizados com tratamento adequado, por isso, não exite em procurar ajuda especializada se precisar.

Compartilhar artigo

Leia também

Arrow
Arrow
Faça parte da comunidade Persono
Enviaremos somente conteúdos relevantes para contribuir com a qualidade do seu sono e não encher a sua caixa de email