Dicas e técnicas para fazer o treinamento de sono do bebê em casa

21 de outubro, 2021

Dicas e técnicas para fazer o treinamento de sono do bebê em casa

Quem já é pai e mãe sabe que deve comprar o mínimo possível de roupas e fraldas de tamanho RN (recém-nascido), se é que vai comprar. Em questão de alguns dias ou poucas semanas a criança já cresceu e partiu para o tamanho P. Eles crescem e mudam rápido demais. Com a hora de dormir não podia ser diferente. Por isso fala-se muito em técnicas de treinamento de sono do bebê

Os bebês dormem muito. Muito mesmo. Um recém-nascido pode dormir até 19 horas por dia. Até o primeiro ano de vida, eles ficam dormindo de 12 a 15 horas por dia. 

Por isso a ideia de “treinamento de sono do bebê” pode parecer um pouco estranha para muita gente. Afinal, se eles já dormem tanto… Mas bons hábitos podem ser aprendidos desde o início da vida. Entre esses bons hábitos, está o respeito ao ritmo circadiano.

O que exatamente é o treinamento de sono do bebê

O sono de um bebê está muito ligado aos seus pais, não apenas porque ele é totalmente dependente de adultos para conseguir sobreviver, mas porque o modo de vida e a saúde deles têm impacto direto no desenvolvimento da maneira de dormir dos filhos.

O travesseiro Persono é usado para monitorar o sono e é recomendado pelos atletas do Time Brasil e pelo COB - Comitê Olímpico Brasileiro

A qualidade de sono de uma criança pequena é associada com o seu bom temperamento, adaptabilidade e baixa distração. Já os problemas de sono infantis estão associados à depressão, estresse psicológico e baixa qualidade da saúde dos pais.

O treinamento de sono do bebê é um conjunto de técnicas para que ele aprenda a dormir sozinho, sem assistência externa, seja essa assistência humana (um colo, por exemplo) ou mecânica (bercinhos que fazem movimentos suaves calmantes, simulando o colo).

Esse treino inclui que a criança aprenda a voltar a dormir sozinha quando acordar de madrugada, evitando que os pais precisem se levantar apenas para ajudá-la a pegar no sono novamente.

Treinar o sono do bebê funciona, diz a ciência

Se feito da maneira certa, na hora certa e com bastante paciência (vamos falar sobre como fazer mais abaixo neste post), fazer o treinamento de sono do bebê funciona sim. E não somos nós que estamos dizendo. 

Bebês com problemas para dormir que passaram pelo processo de treinar o sono diminuíram substancialmente os sintomas de distúrbios do sono em apenas três meses. Ao chegar aos dois anos, essas mesmas crianças apresentaram menos sintomas de depressão

Ao chegar aos cinco anos de idade, porém, elas apresentam comportamentos sociais e relações similares àquelas que não passaram pelo treinamento de sono.

Treinar o sono do bebê também reduz sintomas de depressão entre os pais. Como a depressão e o sono estão intimamente ligados, é possível entender que parte dessa redução pode se dever a que, quando a criança dorme melhor, os pais também o fazem, o que traz grandes benefícios para a saúde mental

O sleep training do bebê não é uma higiene do sono infantil

Confundir o treinamento de sono do bebê e a higiene do sono pode acontecer, afinal ambos têm como objetivo melhorar a hora de dormir, diminuir a ansiedade noturna e reduzir a latência do sono, entre outros. 

Eles não são a mesma coisa, mas podem ser complementares. A higiene do sono, uma série de pequenas atitudes que visam preparar uma pessoa para o sono, pode ser feita paralelamente ao treinamento de sono do bebê. 

Por exemplo: não importa o quanto os pais se esforcem no treinamento, se ele for feito com a luz acesa o bebê vai ter uma grande dificuldade em dormir. O simples fato de apagar as luzes algum tempo antes de colocar a criança para ninar já é higiene do sono e ajuda no treino, só não faz parte dele.

Técnicas para treinar o sono do bebê

A maneira mais conhecida de treinar a hora de dormir infantil é o famoso “deixar chorando no berço”. Existem, porém, outras técnicas de treinamento de sono do bebê. Abaixo, você conhece algumas delas.

Método do chorar até cansar (Método Extinção)

O mais popular, o que não faz dele menos controverso. O método do chorar (cry it out em inglês) consiste em deixar a criança no berço em uma posição segura. Não importa o quanto ela chore, os pais não devem entrar no quarto. O contato deve acontecer apenas quando for hora de alimentar o bebê ou na manhã seguinte.

O método do choro, porém, pode ser cruel com os pais e aumentar o nível de estresse da criança ao invés de diminuí-lo. A consistência e insistência da técnica, porém, provou ser efetiva em muitos casos. Não à toa é extremamente difundida. 

Caso opte por ela, além de consultar o pediatra antes, lembre-se de fazê-la quando o bebê estiver bem de saúde, sem cólicas frequentes por exemplo, quando ele requer mais atenção

Método Ferber (Método Extinção Gradual)

Para os pais que consideram o método de chorar “difícil” ou “cruel”, o Método Ferber pode ser uma alternativa interessante. 

Inventado por Richard Ferber, uma vez diretor do Centro de Distúrbios do Sono Pediátricos do Hospital Infantil de Boston, o método é caracterizado por deixar o bebê chorar por um determinado período de tempo antes de ir confortá-lo. Esse tempo vai aumentando gradualmente para aumentar também a independência da criança até que ela não precise mais dos pais para dormir. 

A popularização da “Ferberização” foi ajudada pela mídia. O método foi citado em séries como Modern Family, White Collar e Mad About You, além do filme Entrando Numa Fria Maior Ainda.

Método da Cadeira 

Outro que foi popularizado pela mídia, neste caso pela versão original do reality show Super Nanny. 

A ideia do método da cadeira é que, depois de colocar o bebê para dormir, o responsável não deixe o quarto, mas sim sente-se em uma cadeira ao lado do berço, sem pegar a criança no colo. Quando ele dorme, o adulto sai e retorna sempre que houver um despertar.

Gradualmente, a cadeira vai sendo colocada mais distante do berço, até que não seja necessária. Isso pode levar semanas. 

Por um lado, o bebê tem a segurança de ter um de seus pais no quarto. Por outro, tê-lo ali sem o conforto do colo pode ser confuso e gerar um excesso de estímulos, dando o efeito contrário do desejado, um dos pontos mais mencionados pelos críticos da cadeira.

Estar tão perto sem poder pegar a criança também pode ser estressante para os pais, que precisam de muita resiliência para seguir em frente.

Método Gradual

Menos traumatizante que os demais, sobretudo para os adultos. Ele pode ser dividido em dois, tanto para antecipar o horário de ir dormir quanto para aumentar a independência durante a noite.

  • Método da rotina: a ideia é manter o processo de sono que a criança tem hoje (como o colo ou alguma cadeira de movimento), mas reduzindo pouco a pouco o tempo de uso. A criança deve ser colocada no berço sonolenta, mas ainda acordada, para que aprenda a dormir sozinha.
  • Método do horário: para funcionar, os pais devem prestar atenção aos sinais que a criança dá que está com sono, como coçar os olhos ou bocejar, por exemplo. Quando perceberem isso, colocam a criança no berço e, no melhor dos cenários, ela vai dormir rápido. Se não dormir, pode sair do berço por alguns minutos, até que volte a dar sinais de sono (similar aos adultos, que devem se levantar para não “fritar” na cama). Quando a criança se acostumar com aquele horário de dormir, os pais podem ir repetindo o método, antecipando ele em 15 minutos. Isso “educa” o bebê a dormir mais cedo, mas sem ser uma mudança radical,

Apesar de serem de evolução mais lenta, esses métodos de treinamento do sono do bebê são menos “traumáticos”. Sobretudo para os pais. 

Quando começar a treinar o sono de uma criança

Não adianta achar que uma criança que acaba de sair da maternidade está pronta para um processo de treinar a hora de dormir. Ela não vai estar.

O momento certo para iniciar o treinamento de sono do bebê é ao redor dos seis meses de vida. Isso é quando ele consegue dormir sequencialmente e não precisa mais de alimentação noturna.

O ritmo circadiano do sono de um ser humano pode começar a ser significativo ao redor dos 45 dias (para acordar, quando começa a aumentar a concentração de melatoninaTreinamento de sono do bebê: conheça as técnicas para seu bebê dormir sozinho ao pôr do sol) e aos 56 dias (para dormir). Ele só se consolida e ganha um grau importante de maturidade, porém, depois dos primeiros seis meses. 

O sinal de que isso está acontecendo é que bebê começa a ser capaz de dormir a noite inteira em um bloco de, no mínimo, seis horas.

É mais ou menos no mesmo período, meio ano, a criança já está se desenvolvendo adequadamente e diminui ou elimina a necessidade da amamentação de madrugada.

Dicas para começar o treinamento de sono do bebê

Antes de começar a treinar o sono do seu filho, é importante ficar atento às dicas abaixo. Todas elas são essenciais para o sucesso do processo.

  • Converse com o seu pediatra, pois ele ou ela é quem melhor conhece a saúde do seu filho e poderá explicar em detalhes o método que funcionará melhor para o bebê, ajudar a criar um “plano de treino” e ainda indicar o momento certo de começar.
  • Crie um ambiente seguro, sem travesseiros ou roupas de cama “fofos” e nem protetor de lateral de berço e com um colchão firme, o que diminui o risco de sufocamento.
  • Prepare-se você também, pois o processo de treinar o sono pode ser mentalmente cansativo para os pais. Converse com outros pais que fizeram o mesmo para se sentir mais seguro.
  • Rotina é chave, manter horários regulares facilita o processo de treinar o sono e ainda serve como higiene do sono.
  • Não existe receita mágica: para alguns, o processo é rápido. Para outros, demora dias ou até semanas para funcionar 100%. 

Lembre-se também que o melhor de fazer o treinamento de sono de um bebê é o jeito que funcionar melhor para você e o seu bebê. Cada criança é diferente, cada processo precisa e vai ser diferente.

Boa noite. Para você e o seu bebê.

Compartilhar artigo

Leia também

Arrow
Arrow
Faça parte da comunidade Persono
Enviaremos somente conteúdos relevantes para contribuir com a qualidade do seu sono e não encher a sua caixa de email