Quer receber mais conteúdos gratuitos sobre o sono?

CloseIconMenu

13 de julho, 2022

Por que sentimos sono após o almoço?

Por que sentimos sono após o almoço?

Todo mundo já deve ter sentido aquela preguicinha que bate logo após o almoço. É uma moleza no corpo junto com uma vontade de fechar os olhos que às vezes fica incontrolável. E você já se perguntou por que dá essa vontade de dormir depois de comer?

A sensação de sono após as refeições tem até um nome científico: se chama alcalose pós-prandial. Os pesquisadores ainda não sabem exatamente porque ela acontece, mas existem teorias.

O desejo de dormir depois de comer pode acontecer por conta dos tipos de alimentos consumidos, quantidade de comida ingerida e como o sangue circula no corpo após as refeições. Vamos falar sobre a relação de cada um deles com o sono após comer, mas antes é preciso entender o que acontece durante a digestão.

+ Leia mais: 6 cuidados com a alimentação para dormir melhor

Energia para o corpo

O sistema digestivo desencadeia diferentes tipos de respostas em nosso corpo. Seu funcionamento permite a liberação de alguns hormônios, como a colecistoquinina (CCK), o glucagon e a amilina. 

Estes hormônios aumentam a sensação de saciedade. As taxas de açúcar no sangue sobem e começamos a produzir insulina para permitir que ele saia do sangue e vá para as células. Dentro delas, ele é usado para energia.

Vale lembrar que nosso corpo precisa de energia para tudo, até para simplesmente respirar.

Que tipos de alimentos podem dar sono?

Peito de frango, ovo cozido, atum enlatado, carne de panela, peixe, espinafre, queijo, tofu, peixe e peru. O que esses alimentos têm em comum? Todos eles são ricos em triptofano, um aminoácido que ajuda a liberar serotonina. 

Conhecida como o hormônio da felicidade, a serotonina é um neurotransmissor que tem entre suas funções a regulação do sono. É possível que o aumento das taxas de serotonina no cérebro após a ingestão de alimentos ricos em triptofano cause a sensação de sonolência. 

Sozinho, o triptofano nem sempre é o responsável pela vontade de dormir depois de comer. Seus efeitos podem ser potencializados junto com a ingestão de carboidratos. Um estudo feito por pesquisadores europeus sobre os efeitos do carboidrato no corpo mostrou que ele causa sonolência. Outra pesquisa feita por cientistas norte-americanos indicou que além dos carboidratos, alimentos ricos em gorduras e calorias podem nos deixar com vontade de tirar um cochilo.

Quantidade de comida e o sono

Você deve ter percebido que no título do post usamos “almoço” e não “refeições”. É que no geral é no almoço que comemos mais, só que pode acontecer de termos vontade de dormir  também após outras refeições. E foi justamente a quantidade de comida ingerida a responsável pela sonolência em um estudo que pesquisadores norte-americanos fizeram com moscas

O sono pós-prandial (que acontece após as refeições) mostrou uma correlação direta com a quantidade de alimento. Refeições com altos níveis de sal e proteína também foram responsáveis pela vontade de dormir. 

+ Leia mais: Serotonina e sono: a relação do hormônio da felicidade e a hora de dormir

Circulação do sangue e a vontade de dormir depois de comer

Se você não quer sentir vontade de dormir depois de almoçar, então tome o café da manhã. Existia uma teoria de que após as refeições acontecia uma mudança na nossa circulação sanguínea. De acordo com essa hipótese, o fluxo de sangue para o intestino delgado aumentaria e para o cérebro diminuiria, causando assim a sensação de sono.

Essa teoria foi desmistificada por pesquisadores norte-americanos. Mas um estudo feito por pesquisadores japoneses mostrou que se pulamos o café da manhã, o fluxo sanguíneo no cérebro diminui após o almoço. 

Outros motivos pelos quais sentimos vontade de dormir depois de comer

Existem também outros fatores que levam as pessoas a se sentirem sonolentas durante o dia. O desejo de dormir pode ser um sintoma de sonolência diurna excessiva, que acontece geralmente como consequência de um sono ruim durante a noite. Os motivos podem ser insônia ou outro distúrbio do sono.

O consumo de álcool é outro motivo que leva ao desejo de dormir durante o dia. Pesquisadores dos Estados Unidos analisaram uma série de estudos relacionados ao álcool e o sono e concluíram que pessoas que não dormem o suficiente durante a noite têm mais predisposição a se sentirem sonolentas se ingerirem álcool durante o dia.

É necessário conversar com um médico caso a vontade de dormir durante o dia esteja dificultando ou impedindo atividades do dia a dia. Fique atento se o desejo de cochilar permanece o dia todo e não deixa você trabalhar, estudar, dirigir, realizar atividades sociais ou pareça estar associado a sintomas de alguma doença.

Tirar um cochilo é bom, mas nada como uma boa noite de sono!

Compartilhar artigo

Descubra mais conteúdo sobre:

Leia também

Faça parte da comunidade Persono
Enviaremos somente conteúdos relevantes para contribuir com a qualidade do seu sono e não encher a sua caixa de email